English Español

Como seu filho(a) se desloca pela cidade?

                Image title


No mês em que se comemora o Dia das Crianças, queremos conversar com vocês sobre como os nossos passageiros mirins se deslocam pela cidade. Se você tem uma criança em casa, com certeza já enfrentou dilemas relacionados a permitir ou não uma saída rápida ao supermercado ou definir qual a idade ideal para que o seu filho(a) vá sozinho à escola.


Segundo a coordenadora nacional da ONG Criança Segura, Alessandra Françóia, por volta dos 12 anos os pais já podem começar a preparar os filhos para fazer o trajeto até a escola a pé ou utilizando o transporte público. “Crianças menores ainda não têm desenvolvimento psicomotor suficiente para se cuidar e tomar decisões sozinhas”.


Algo a ser levado em conta pelos pais é a maturidade da criança, um fator importante que indica quando ela está pronta para trafegar sem a companhia de um adulto. “É preciso avaliar se ela entende o funcionamento das regras sociais, se sabe respeitar combinados. A criança que está madura é aquela que conhece suas obrigações e seus direitos e tem condições de assimilar as regras de segurança”, diz a psicóloga Eliana de Barros Santos.


Preparar crianças com autonomia para andar pela cidade exige um esforço diário, que começa com a delegação de pequenas atividades: organizar o próprio quarto, cuidar da própria higiene, bem como ter zelo pelo seu material e tarefas escolares são bons exemplos.


Andem juntos a pé pelo seu bairro, utilize o transporte público para percorrer trajetos longos, ensine a criança como atravessar a rua, mostre referências para que ela não se perca no meio do caminho. Repasse dicas de prevenção no trânsito ao seu filho desde pequeno, como essas que você confere aqui, listadas pela ONG Criança Segura.


O Consórcio Fênix acredita que devemos criar um ambiente agradável para nossas crianças. Isso envolve um trânsito mais seguro, a ocupação cultural e social dos espaços da nossa cidade e o olhar vigilante, educador e consciente por parte dos pais e responsáveis. Só assim a nossa sociedade formará cidadãos confiantes e preparados para o futuro!